sexta-feira, 15 de junho de 2012

Contando do início...

É engraçado como no início de nossa caminhada profissional sonhamos com grandes carreiras, estar em evidência , sendo referencial de ética e modelo de competência. Inseridos em uma equipe com intensa característica de liderança, com colegas tão éticos e talentosos como você... É aí então que você acorda e percebe o tamanho do ninho de cobras onde está.
"Privilégio" seu somente? Eu acho que não.
E é esse o ponto, como lidar com este tipo de gente?
Sinceramente, não sei. Assim como, também não sei se  um dia alguém vai perder tempo lendo as postagens deste blog. Mas mesmo assim aqui contarei as histórias (umas engraçadas , outras nem tanto) inspiradas no dia-a-dia em uma enorme instituição.
Ahh, também devo alertá-los que minha escrita não é lá essas coisas. Sendo assim, sintam-se á vontade para corrigir meu português. E tem outra coisa, confesso que eu tenho frieiras! Não é por falta de higiene, eu garanto, mas não sei o que fazer para curar esse defeitinho desagradável. Se alguém tiver alguma receita, mesmo que caseira, comente aqui. Amanhã vou esfregar alho no meio dos dedos, vamos ver no que dá porque se não funcionar, a coisa vai feder, literalmente.

Cronista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário